patato

por julyanna

patato

assim que bati o olho eu sabia: julyta iria adorar. já tinha tomado umas tequilas e até fumado um charuto (que é a cosia mais sem futuro do mundo pra quem não entende) .aí seria fácil levar esse presente para minha irmãzinha só que eu não tinha dinheiro mas tinha uma tia que fazia valer meus pequenos caprichos. rs !achei linda a capa e vi mesmo que era a lenda da percussão cubana. não tive dúvidas. rs !  e logo depois ela “pirou” dizendo que era ótimo. eu só tive oportunidade de escutar o cd muito depois. e é demais. não é só musica cubana. é a Legítima música cubana. demais!

em tempo: Praticamente todo percussionista que tocou salsa, son cubano ou jazz latino nos últimos 40 anos tem uma dívida com Patato. Em “The Legend of Cuban Percussion”, músicos como Orestes Vilato e Jose Luis “Changuito” Quintana (o ex-baterista do supergrupo cubano Los Van Van que definiu o ritmo songo) se juntam ao mestre. Mas o disco é repleto de outras surpresas: o cantor da África Ocidental Samba Mapangala e Abdou M’Boup, um mestre no kora (um instrumento de cordas do Senegal), se juntam a um impressionante grupo de convidados especiais. O resultado é uma disco que explora as conexões musicais entre gerações e entre continentes. Parte jazz, parte world music, parte son, “Patato: The Legend of Cuban Percussion” inclui flautas cool, calientes sessões de metais de salsa, vocais celestiais e uma levada segura e contínua.

Son de Patato

San Francisco Tiene Su Propio Son