sentido

por julyanna

the eraseryorke

parece que uma coisa faz sentido quando ela precisa fazer sentido. em 2006 eu escutei o primeiro e único cd do thom yorke. eu escutei e lembro que não gostei. hoje eu estava voltando pra casa e comecei a vasculhar o porta cd. eu estava debaixo de uma chuva fodida e numa engarrafamento mais fodido ainda. o fato é que não estava achando ruim. eu tinha redescorbeto o the eraser misturado com o ok computer. e fez sentido. não sei se tem a ver com o show. não sei se tem a ver com a chuva. não sei se tem a ver comigo. mas fez muito sentido. agora ouvindo de novo esse álbum eu tenho a sensação de estar diante de algo atual. algo que casa. algo que foi feito para essa noite. apesar de parecer muito com o trabalho no radiohead esse trabalho parece tão fresco pra mim. the eraser tem um som mais eletrônico o que hoje me agrada mais do que em 2006. hoje é mais agradável ao meu ouvido.hoje faz sentido. além disso tem um lado mais progressivo que consigo identicar em três faixas do álbum: atoms for peace, Harrowdown Hill e a faixa título. bom, é um álbum pra encher os ouvidos e os sentidos. ow meu deus como é bom a chuva. eu acho que Ele tá dizendo pra todo mundo olhar pro céu um pouquinho. vou colocar o cd todo. boa noite!

já ia esquecendo: tô com o novo do andrew bird chamado noble beast. que título heim? amanhã posto aqui.

Thom Yorke – The Eraser – 2006

até.