Fortaleza tem Carnaval!

por julyanna

a minha irmã gostou tanto do carnaval de Fortaleza que escreveu esse excelente artigo:

Fortaleza tem Carnaval!

Foi-se o tempo em que era preciso sair da Capital para curtir o Carnaval. Sim, Fortaleza fez bonito. A gente ficou, se divertiu. E gostou.

A Prefeitura investiu e revitalizou a festa. Foliões cearenses, turistas e estrangeiros desempenharam o seu papel: brincaram sem discriminação, esqueceram a confusão (constrangimentos e brigas) e se vestiram de alegria para extravasar na avenida, em bairros tradicionais e redutos do samba, seu orgulho em participar da maior festa do planeta!

As mais badaladas praias do litoral cearense (Jeri, Canoa, Paracuru), destino da grande maioria dos fortalezenses, por anos a fio, deixou de ser o recanto principal da festa momina, e passou a dividir com Fortaleza os seus “louros”.

O pré-carnaval, por quase todo o mês de fevereiro, já dava o tom do que viria, empolgando os foliões, fazendo crer que a festa prometia. Não foi diferente. O carnaval 2012 fez justíssima homenagem ao mestre do humor Chico Anysio, que continua hospitalizado.

Era possível brincar em 4 polos diferentes, com segurança, relativa organização (afinal era carnaval, festa de massa) e muita animação.

Em Benfica, no tradicional Bar do Chaguinha, o Bloco Luxo da Aldeia relembrava os grandes compositores cearenses, colocando “na boca do povo” as composições de conterrâneos; o Sanatório Geral veio com suas marchinhas e “releituras” das canções do Rei Roberto Carlos. Ambos fizeram vibrar a galera. O Aterro da Praia de Iracema era espaço para os grandes shows nos quatro dias de carnaval. Até o rock deu ar da graça. No bar da Dona Mocinha, na rua João Cordeiro, conhecido reduto do samba, também teve marchinha de carnaval e  samba. Na avenida Domingos Olímpio, centro da cidade, o tradicional desfile das agremiações carnavalescas. Animação, enfim, para todos os gostos!

Sábado pela manhã, o Jornal O POVO anunciava: “Fortaleza já é o 80 destino mais procurado no Carnaval”, algo inimaginável no cenário nacional, que tem as cidades do Rio de Janeiro, Salvador e Recife como anfitriãs absolutas da festa.

Nas ruas era possível ver o clima diferente que tomava conta da cidade. Fantasias, bandinhas, gente de toda idade e muita música impunham nova tonalidade à cinzenta Fortaleza de outros tempos, aquela que ficava “abandonada” nesse período.

Mesmo o “alarde” de que choveria todos os dias da festa (o que aconteceu apenas no sábado com fina neblina nos demais dias) não fez o folião desistir de brincar. Ao chegar no Bloco Luxo da Aldeia (Benfica), fui surpreendida pelo “mar” de capas de chuva e guarda-chuvas. Isso mesmo. Os foliões foram debaixo de chuva curtir o seu carnaval. Juntos, saímos com a sensação boa, feliz e otimista de que Fortaleza tem Carnaval, sim!

Julyta Albuquerque